O papel das mães no ensino híbrido

A pandemia trouxe com ela um desafio enorme para as mães, a de acompanhar a realização das tarefas escolares de seu(s) filho(s).

O papel das mães no ensino híbrido, neste momento, é fundamental, mas é bem importante lembrar que a tarefa da escola é da criança, portanto vale auxiliar na interpretação do enunciado da atividade, na orientação da organização do espaço para as respostas, no esclarecimento de pequenas dúvidas e principalmente no estímulo da autonomia em desenvolver a tarefa.

Pode-se citar alguns “pecados” cometidos pelas mães e que precisam, a todo custo, ser evitados, entre eles a de realizar a tarefa escolar pelo(a) filho(a) ou dar as respostas prontas para poder se ver livre deste momento, gritar ou utilizar palavras inadequadas que podem gerar insegurança e baixa autoestima, reforçar os erros ou dificuldades e prejudicar o relacionamento entre mãe e filho(a), devido a castigos e ameaças infundadas.

Mas o papel das mães no ensino híbrido faz toda a diferença neste momento de aula online, sem sombra de dúvida. Além da mãe ler com e para seu(ua) filho(a), pedir que ele(a) explique o que entendeu sobre o assunto pedido na tarefa de casa, organizar a rotina de estudo e cumpri-la, promover um espaço físico adequado para a realização das tarefas, permitir que a criança tente fazer sozinha a atividade proposta e somente depois verificar junto com ela, deixando claro que não há problema se errar e, acima de tudo, reforçar positivamente os acertos e pequenas conquistas.

E as dúvidas? Sempre que possível entrar em contato com o professor para reportar a dúvida a fim de que o conteúdo seja retomado. Mas lembrar de estimular que a criança fale ao professor o que não entendeu, gerando confiança e segurança em esclarecer as dúvidas que surgirem.

Neste momento de aula híbrida, é relevante para a aprendizagem o comparecimento da criança nas aulas presenciais ou on-line e assistir às aulas gravadas e a mãe é grande aliada neste momento para gerar responsabilidade e comprometimento com os estudos.

E lembrando sempre que a parceria entra mãe, filho(a) e escola faz toda diferença para o sucesso da vida escolar da criança. E quando tudo é feito com carinho, compreensão, colaboração e paciência, o resultado é o fortalecimento do vínculo afetivo, necessário para a formação de um aluno seguro, confiante, crítico e com iniciativa própria.